Plano de recuperação de desastres em telefonia IP

Para muitas empresas, os sistemas de comunicação de voz representam uma fatia importante do investimento em tecnologia. E na maioria dessas empresas, não existe um planejamento para recuperação de desastres em telefonia no caso de  interrupção no serviço pela operadora ou mesmo defeito em algum equipamento. E para grande parte dos segmentos, o custo de ficar algumas horas ou minutos sem comunicação pode ser muito elevado.

Nos sistemas tradicionais de telefonia, como o PABX Digital, as opções de redundância ou alta disponibilidade são limitadas. O modo mais comum de garantir o funcionamento é por meio da dualidade, que duplica estruturas de hardware, ocasionalmente dobrando também os custos. Esses sistemas não preveem alternativas de recuperação de desastres para incidentes maiores referentes à infraestrutura, ou  para interrupção do serviço da operadora.

Telefonia IP em recuperação de desastres

A telefonia IP, por ser baseada em software, é extremamente flexível na recuperação de desastres. A garantia do funcionamento pode estar baseada na alta disponibilidade, com dois PABX IP trabalhando no modo Mestre e Escravo, com o segundo assumindo em caso de falha do primeiro, através de estratégias de backup em nuvem, PABX Virtual ou computação distribuída. Porém, esse planejamento não deve se ater apenas em estratégias de disponibilidade, mas em um plano de continuidade da comunicação.

Conheça algumas possibilidades da telefonia na recuperação de desastres:

Problemas com a operadora

Em caso de queda de serviços da operadora, é possível utilizar algumas alternativas, como a utilização de um provedor IP ou uma operadora secundária, mantendo a possibilidade de originar chamadas.

Falha no PABX IP

Em caso de redundância ou alta disponibilidade de um PABX IP, existe a possibilidade de utilização de um PABX IP virtual. Inclusive, empresas que possuem mais de uma plataforma podem configurá-las para atender a mais de uma unidade se houver necessidade.

Defeito em gateways FXS

Se algum gateway FXS apresentar algum defeito físico, é possível utilizar um softphone e manter as funcionalidades de originar e receber ligações.

Impedimentos físicos

Caso haja algum impedimento físico (enchentes, queda de barreiras, entre outros), é possível utilizar remotamente os recursos da plataforma PABX IP, sem necessidade de estar no local, mantendo o atendimento telefônico aos clientes.

Sua empresa possui um planejamento de ações de telefonia para a recuperação de desastres? Como funciona? Conte-nos nos comentários abaixo!
Crédito de imagem: CC/heladodementa

MBA em Gerenciamento de Projetos, possui certificações ITIL, dCAA e dCAP (Digium Certified Asterisk Professional). Atua há 15 anos nas áreas de TI, telecomunicações e redes convergentes. Exerce a função de Gerente de Projetos da Canal Telecom, tendo participado de mais de 100 projetos de implantação de redes de telefonia IP.

Deixe uma resposta

*

code